SINTECT/CAS - Av. Francisco Glicério, 2265- CEP:13023-100 - Guanabara - Campinas/SP - Fone:(19) 3234-7185 - sintect-cas@outlook.com 
Essa pagina é de responsabilidade da Diretoria Colegiada do SINTECT/CAS - Gestão 2016 - 2019 - Todos direitos reservados ©

Trabalhadores de Campinas e Região lotaram a assembleia e recusaram a proposta da ECT, deliberaram pela manutenção do ESTADO DE GREVE  e indicativo  de GREVE NACIONAL para o dia 07/08/2018.

A proposta da empresa é de reajuste de 0,6% do INPC projetado para os últimos 12 meses, ou seja: 1,58%. Além disso, ainda veio com ataques e a ameaça da retirada de direitos dos trabalhadores tais como Fim dos 70% nas ferias e do parcelamento de 5x  para apenas 2x; fim do adicional de 15% para aqueles que trabalham aos sábados;  aumentar a coparticipação dos trabalhadores nos tickets, deixando de fornecer o mesmo nas férias e nos afastamentos médico; fim do 60% de adicional noturno pagando apenas o que determina a CLT, propõe também o pagamento adicional a partir das 22:00h, quando o nosso atual acordo reza que tal pagamento se inicie a partir das 20h; no plano de saúde, insiste em manter a cláusula do TST,  com mensalidade sobre do bruto daquilo que os trabalhadores recebem, e propõe retirar a gratuidade para os ecetistas que sofrerem acidente de trabalho.

Diante de todos esses ataques, os ecetistas de Campinas e Região fizeram a lição de casa lotando a assembleia, deixando claro para a direção da ECT que não aceitarão retiradas de direitos e que se for preciso irão a LUTA com os ecetistas de todo o país!!!

REPÚDIO

Os ecetistas presentes na assembleia também aprovaram uma NOTA DE REPÚDIO à direção da empresa pela perseguição que vem cometendo contra a direção do SINTECT/MT na clara tentativa de intimidar os representantes do trabalhadores e exigem a imediata revogação do diretor da entidade, o companheiro Irineu Sampaio.

Sua participação é fundamental! 

Participe das assembleias, discuta com os companheiros de trabalho, analise os números apresentados pela empresa e pelo governo, e o mais importante: Não acredite em tudo o que a empresa apresentar no seu "Primeira Hora". Ele só tem um objetivo: confundir ainda mais a categoria gerando medo e incerteza nos trabalhadores. 

Uma coisa é certa, só com a luta e a mobilização teremos chance de manter nossos direitos e nossos empregos.

POR NENHUM DIREITO A MENOS

LUTAR SEMPRE

TEMER JAMAIS!!

Proposta rejeitada!

Trabalhadores de Campinas e região deram seu recado: Vai ter luta!

18/07/2018

Não fique só, Fique sócio!

Imprima AQUI

sua ficha de filiação